As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Algodoal - http://www.algodoal.com.br
19/09/2011
Maracana: MP discute manejo e Conselho Gestor da APA Algodoal/Maiandeua

O Ministério Público do Pará (MPE), através do promotor de justiça Aldo Saife participou na sexta (16) da 3ª Reunião promovida pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) com o objetivo de discutir sobre a renovação dos membros do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) Algodoal/Maiandeua, Unidade de conservação estadual, localizada no município de Maracanã, nordeste paraense, distante 170 quilômetros da capital Belém.

OFICINA - A discussão sobre a renovação do Conselho Gestor realizada na própria ilha de Algodoal/Maiandeua utilizou como estratégia Oficina participativa, onde se debateu além da renovação dos membros do Conselho Gestor da APA, outras questões de suma importância para a comunidade praiana como: ausência de rede de distribuição de água; plano de manejo; intensificação de fiscalizações dos órgãos públicos; melhoria da infraestrutura (construção de ponte entre as Ilhas de Algodoal e de Fortalezinha); atendimento à saúde; gestão do turismo e instalação de placas turísticas de sinalização.

PESQUISA - Segundo o promotor Aldo Saife, no decorrer do evento, o MP deixou claro que sua participação tinha como objetivo principal averiguar sobre o andamento do plano de manejo, bem como ouvir da comunidade as principais reivindicações que tenham relação com suas atribuições. Ao final do encontro foi apresentada aos presentes pelo Estatístico João Guimarães Pinheiro, Doutorando em Ciências Florestais pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), pesquisa realizada sobre o "Perfil da Demanda Turística na Ilha de Algodoal, durante o mês de julho de 2011".

Além do MP, participaram da reunião a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema); Delegacia Estadual do Meio Ambiente (Dema), Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), Serviço de Patrimônio da União (SPU), Paratur, Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (Icmbio), além dos integrantes do Conselho Gestor e representantes da comunidade.

Histórico: A Área de Proteção Ambiental (APA) de Algodoal/Maiandeua foi criada pela Lei Estadual n" 5.621/1990, e está localizada no litoral nordeste do Estado do Pará e norte do Município de Maracanã, compreendendo as ilhas de Algodoal (3,85 Km2) e Maiandeua (19,93 Km2). É administrada pela Sema, através de uma Gerência de Unidade de Conservação.

A APA de Algodoal/Maiandeua se destaca por ser um produto turístico consolidado no Estado, possuindo praias de notável beleza cênica e muito procurado para o banho, além de espaços terrestres e áreas silvestres conservadas.

Segundo a PARATUR, trata-se do 3o local mais visitado por turistas no Estado. As ilhas são compostas principalmente por comunidades tradicionais, que vivem da atividade pesqueira e do turismo.

http://www.algodoal.com.br/content/view/487/160/