As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br
10/10/2012
Instituto apoia o II encontro juvenil ambiental no Para

Apoiado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Centro de Educação Ambiental de Parauapebas (Ceap), realizou nos dias 21 e 23 de setembro o II Encontro Juvenil de Educação Ambiental. Com o tema "Por um município mais sustentável", o evento contou com a participação de 260 jovens dos municípios de Marabá e Parauapebas, que por meio de palestras, debates e aulas de campo, foram sensibilizados sobre os problemas socioambientais e incentivados, com análises reflexivas e ações transformadoras, a resolvê-los.

O crescimento desordenado, a falta de saneamento básico e de gestão de resíduos, as queimadas nas Áreas de Preservação Permanente (APP) e o tratamento de água insuficiente, são alguns dos problemas observados nos municípios. Construir propostas com a finalidade de solucioná-los foi um dos objetivos do encontro, que durante os três dias de duração, segundo a coordenadora do Ceap, Alessandra Amorim, tentou passar aos jovens do município uma reflexão sobre os cuidados e ideais de sustentabilidade e conservação. "Se fizermos os jovens entenderem o verdadeiro sentido da sustentabilidade, eles se tornarão agentes multiplicadores desse ideal e a partir daí poderá ocorrer a mudança de atitude em toda a sociedade", explica.

Ceap

O Centro de Educação Ambiental de Parauapebas é um programa de extensão, cujo objetivo é o desenvolvimento de atividades de educação ambiental e científicas na Floresta Nacional de Carajás e entorno. Criado em 2005 por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Parauapebas, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Núcleo de Educação Ambiental da Universidade Federal do Pará (NEAm) e a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), o centro conta com uma equipe de seis professores e coordenadores, responsáveis por conduzir os estudos de campos realizados na UC e nas zonas urbanas e rurais de Parauapebas.

O Ceap é a cabeça por trás de três conhecidos programas voltados à questão socioambiental. São eles o Programa de Formação Continuada de Professores (PFP), o Programa Escola Vai à Flona (PEF) e o Programa Jovem Ambientalista (PJA). Enquanto o PFP visa a formação continuada em educação ambiental dos professores da região, o PEF desenvolve atividades educativas ao ar livre, como aulas práticas de campo na Floresta Nacional de Carajás e no entorno, com alunos do Ensino Fundamental das escolas públicas do município. Já a iniciativa do PJA, com foco nos estudantes do Ensino Médio, tem a finalidade de desenvolver a consciência ambiental por meio de estudos práticos e teóricos sobre os temas socioambientais da região.

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/20-geral5/3385-inst...