As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Pagina 20-Rio Branco-AC-
19/10/2004
FSC avalia certificacao da Floresta do Antimary

O Forest Standship Council (FSC) anuncia esta semana o resultado da inspeção para certificação da Floresta Estadual do Antimary. O FSC é um dos órgãos internacionais responsáveis pela certificação madeireira no mundo e seu selo confirma que o produto é originário de manejo florestal. O Acre possui cerca de 35% de áreas protegidas, sendo 25% em florestas de uso sustentável - que incluem reservas extrativistas, florestas estaduais e florestas nacionais - e 9% de proteção integral, que tem como mais importante exemplo o Parque Nacional da Serra do Divisor.

No total, há quatro florestas estaduais no Acre: Rio Gregório, Liberdade, do Mogno e Antimary, a mais antiga e a que desenvolve o mais avançado projeto de manejo madeireiro na região. No último dia 5 de setembro, Dia da Amazônia, o governador Jorge Viana assinou os decretos de criação de mais 4 unidades de conservação: o Parque Estadual do Chandless, com 695 mil hectares, e três florestas estaduais de produção, totalizando 482 mil hectares.

O Chandless, segundo o presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), Edegard de Deus, foi homologado após consulta ao Ministério da Defesa porque está localizado em área de fronteira. Trata-se de um dos últimos refúgios da vida silvestre no Acre e uma região prioritária para conservação da natureza.

CERTIFICAÇÃO - Existem 42 organizações detentoras de florestas certificadas, cinco das quais são manejadas por comunidades que habitam e trabalham na floresta e 193 empresas que possuem a certificação da cadeia de produção. O selo FSC atesta a procedência do insumo florestal de uma floresta certificada e é um testemunho de que o manejo florestal está sendo feito de forma legal, ambientalmente adequada, socialmente justa e economicamente viável. O sistema FSC é reconhecido mundialmente e tem os padrões mais elevados de certificação.
(Edmilson Ferreira-Pagina 20-Rio Branco-AC-19/10/04)