As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - www.icmbio.gov.br
17/09/2009
Com muita educacao ambiental, Flona na Bahia nao para de comemorar seus dez anos

A data exata de criação da Floresta Nacional (Flona) Contendas do Sincorá - situada no município de Contendas do Sincorá, centro-sul da Bahia, e a sudoeste da Chapada Diamantina - é 21 de setembro, a próxima segunda-feira, mas a equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que atua na Flona começou a comemorar os dez anos da unidade, em 24 de junho, no Dia de São João, com uma forte campanha de educação ambiental. As comemorações vão até outubro.

Nos municípios localizados no entorno da floresta que tradicionalmente comemoram festas juninas, instalaram-se faixas com informações sobre a floresta e explicações sobre prevenção e combate a incêndios e caça predatória. A equipe aproveitou o fato de a região abrigar a Comunidade Quilombola do São Gonçalo para promover também uma campanha pelo resgate cultural da região, sobretudo, relacionado à cultura afro-brasileira.

A chefe da unidade, Rosa Lia, explica que as comemorações acontecem desde junho porque as festas tradicionais são um momento perfeito para se atingir boa parte da população e dos visitantes com a mensagem do ICMBio. Por isso, a equipe decidiu realizar uma intensa campanha de combate à caça predatória, de prevenção e de combate a incêndios e pela promoção do resgate cultural da região, especificamente, da cultura quilombola", disse Rosa.

Na primeira quinzena de agosto, como parte das comemorações, foi realizada a formatura da primeira turma de brigada voluntária de combate a incêndio. Os brigadistas receberam instruções sobre primeiros socorros e GPS. O combate ao incêndio será realizado em parceria com as equipes do Parque Nacional Chapada Diamantina. Desde essa data, todas as atividades desenvolvidas e a serem realizadas na região, pelo menos até outubro, farão parte das comemorações do primeiro decênio da unidade.

Flona promove emancipação da mulher - Também como parte dos festejos de aniversário da única floresta nacional da Bahia, foi criada a Associação de Mulheres Atuantes na Caatinga (AMACaatinga), que reúne 40 mulheres, incluindo aí quilombolas, para explorar organizada e comercialmente, de forma sustentável, vários tipos de recursos naturais, tais como palhas para fabricação de artesanato e umbu para produção de doce.

A chefe da Flona enviou recentemente um projeto de capacitação de mulheres para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) a fim de ampliar as atividades econômicas da AMACaatinga para produção de geleias de umbu, xampus e sabonetes com produtos da região, tais como o alecrim, as rosas e outras espécies da flora. Com esse projeto, pretende-se atingir no mínimo duzentas famílias da região.

Rosa avalia que o trabalho realizado com as mulheres vai além das conquistas econômicas. "Por meio dessa associação, as mulheres estão saindo do anonimato e conquistando o seu espaço na sociedade", garante a chefe da Flona. "É um trabalho gratificante e que não tem preço!", declara a analista ambiental.

Rosa Lia busca promover um resgate sociocultural da região e transformar a cultura tradicional em meio de sobrevivência. A equipe de gestores da Flona começou a estimular a produção de vários tipos de manufaturados esquecidos pela população, como bordados, crochés, tricôs e artesanatos de palha, como chapéus e bolsas, bem como pratos tradicionais, com doces, beijus, tapiocas, dentre outros.

FESTA ATÉ OUTUBRO - Segundo ela, as comemorações vão estender-se até outubro. "É que a cidade de Contendas do Sincorá também comemora sua emancipação politica e numa reunião do Conselho Consultivo da Flona foi acordado que as comemorações serão realizadas em conjunto", informa Rosa. Com isso, entre 2 e 6 de outubro vão ocorrer feira de artesanato, palestras sobre a Flona, culto ecumênico, festival de música, gincana ecológica, desfile cívico, passeios ciclísticos, dentre outras atividades, tudo a título de comemoração dos dois aniversários.

Situada numa área de transição entre cerrado e caatinga, a Flona Contendas do Sincorá ocupa um trecho de 11.034 hectares no centro-sul da Bahia e a cada dia está mais sintonizada com a população. Um exemplo disso é a produção sustentável de mel pelos moradores. Eles coletam o mel das abelhas indígenas sem ferrão, espécie protegida e conservada pelos programas de conservação da unidade para produção de mel.

Considerado um dos principais e mais bem-sucedidos resultados da produção sustentável da floresta, a produção de mel será também um dos ingredientes da festa de aniversário da unidade. Entre os dias 28 e 30 de setembro, haverá o primeiro curso de meliponicultura (cultura de mel) patrocinado pela Flona e pela Prefeitura de Tanhaçu. O curso contempla o plano de manejo da unidade, que, concluído em 2007, incluiu a exploração sustentável das abelhas indígenas sem ferrão para produção de mel e como meio de geração de renda para os moradores do entorno.