As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
09/12/2015
Caparao treina condutores de ecoturismo

Curso beneficia 16 moradores da região do parque

Brasília (09/12/2016) - O Parque Nacional do Caparaó, gerido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), na divisa dos estados de Espírito Santo e Minas Gerais, acaba de realizar curso de formação de condutores de ecoturismo.

O curso, que ocorreu entre 30 de novembro e 5 de dezembro, foi destinado a moradores da região do entorno do parque, que já atuam informalmente como condutores. Participaram 16 alunos dos municípios de Alto Caparaó e Espera Feliz (MG) e Iúna e Dores do Rio Preto (ES).

A iniciativa faz parte da estratégia do parque de qualificar e organizar o segmento com vistas à normatização dos procedimentos para a prestação de serviço profissional de condução de visitantes no interior da unidade de conservação (Leia mais abaixo).

As aulas teóricas e práticas foram ministradas por consultores do Núcleo de Excelência em Unidade de Conservação (Nexucs) e por servidores do parque e do ICMBio em Brasília.

Requisitos mínimos

Além de atender aos requisitos mínimos da Instrução Normativa (IN) 08/2008, do ICMBio, e às recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), relacionadas ao turismo de aventura, o conteúdo do curso enfocou os objetivos da unidade, seu plano de manejo e regras de uso público.

A iniciativa, fruto da parceria entre o Parque Nacional do Caparaó e o Sebrae-MG, busca fortalecer a cadeia produtiva do turismo na região do Caparaó (MG/ES) e qualificar o grupo de condutores para uma melhor atuação profissional e interpretação ambiental no destino Caparaó.

Para o chefe do parque, Anderson Nascimento, o curso foi muito importante para qualificar o grupo de condutores mais atuantes no parque que ainda não tinha passado pela capacitação. Foi também decisivo para fortalecer a integração comunitária.

"Nosso objetivo é que cada condutor morador da região seja um colaborador efetivo do parque, contribuindo e participando das atividades de estruturação da visitação. Com o apoio dos condutores, pretendemos avançar com a gestão de segurança da visitação e manutenção das áreas de atrativos e trilhas da unidade", disse Nascimento.

Normatização da atividade

A atividade profissional de condução de visitantes do Parque Nacional do Caparaó está em processo de normatização. A unidade realizou nos meses de agosto e setembro reuniões públicas em Alto Caparaó (MG) e Pedra Menina (ES) para apresentação e debate da minuta de portaria que regulará o serviço. A previsão é que o documento final esteja pronto em maio.

"Com esse novo curso, conseguimos ampliar o número de profissionais formados para uma atuação de qualidade na unidade de conservação. Por meio de parceria com o Sebrae e o trade turístico (empresas que atuam na área) pretendemos avançar ainda mais com as capacitações de condutores em 2016, tanto na parte de conteúdo mínimo, como na parte de condução especializadas, como as trilhas de longo curso e observação de aves. A intenção é abrir novas oportunidades para o segmento e contribuir para a melhoria da visitação da unidade", finalizou Anderson.